Seis atrizes em busca de uma personagem principal: Mais que uma comédia, uma “chanchada escolar”

 

 

Um espetáculo que está fazendo grande sucesso na noite do Espaço Parlapatões é a peça Seis atrizes em busca de uma personagem principal, de Waldemar Neves. Na trama, seis atrizes fazem de tudo para pegarem o papel principal da montagem de uma tragédia simbolista russa do século XIX escrita por Bertold Malacov. A partir daí, tem início um mundo de disputas.

Para falar mais sobre o espetáculo, o Parlapablog entrevistou o diretor Bruno Guida e com o ator Nilton Bicudo, que falaram um pouco mais sobre a nova temporada da peça.

 

Confira a entrevista:

Parlapablog: O que motivou a companhia a retomar o espetáculo?

Bruno Guida: Nós já fizemos cinco temporadas dessa peça. Essas temporadas renderam bastante público e depois de sete anos nós decidimos remontá-la para nos divertimos e mostrar para o pessoal que ainda não viu.

 

Parlapablog: O espetáculo estreou em 2006 e já fez várias apresentações, dentre elas, alguma em especial marcou mais o grupo?

Bruno Guida: O que marca mais é o horário da meia-noite. A primeira vez que fizemos à meia-noite, nós gostamos. Sempre queremos voltar para esse horário porque é uma peça boêmia, que as pessoas entram bebendo e tem haver com esse universo da peça curta, rápida e engraçada, tem mais haver com a meia-noite. O que marcou foi o horário mesmo, mais do que o espaço.

Parlapablog: Após sete anos da estreia da peça, vocês estão trazendo alguma novidade na apresentação do espetáculo?

Bruno Guida: A peça sofreu várias alterações de elenco. Como o elenco é de sete pessoas e o pessoal está sempre trabalhando em horário normal ou ensaiando outras coisas, nem sempre dá para todo elenco ter disponibilidade. Acredito que essa é a quinta configuração de elenco, mas o elenco original sempre volta e quando não podem fazer, são substituídos.

Parlapablog: Você consegue identificar algum traço seu no personagem?

 

Nilton Bicudo: Sim. O personagem é o diretor da escola de teatro, ele tem uma obsessão por sexo, que eu também tenho. O personagem tem um lado charlatão que eu acho que todo artista tem, eu tento deixar esse lado bem próximo, para que as pessoas possam se identificar.

Parlapablog: No mundo do teatro de hoje existe essa disputa que vocês encenam na peça?

Nilton Bicudo: Acredito sim, por isso a peça é engraçada. A peça é uma brincadeira que aproveita para mostrar essa disputa para o público e ele se identifica. Em todos os ambientes de trabalho tem uma competição, no mundo do teatro fica mais engraçado porque é mais exagerado e o ego aparece mais, então as pessoas se expõem mais. Porque a vontade de fazer um trabalho bem feito, essa ingenuidade que o artista traz… Essa coisa de querer colocar sua emoção no trabalho, o teatro permite isso, faz com que as pessoas fiquem mais a flor da pele e por isso acontecem brigas, competições, traições… Mas, é tudo pela arte!

Parlapablog: São sete anos de apresentações e críticas positivas sobre a peça. A que ou a quem vocês atribuem o sucesso do espetáculo?

Bruno Guida: Principalmente ao autor, que escreveu um texto primoroso e muito engraçado, um texto que por si só já é uma obra-prima. O principal ingrediente de sucesso da peça é o texto!

Parlapablog: O que o público pode esperar da peça Seis atrizes…?

Bruno Guida: Uma sátira de um ambiente de uma escola de teatro, onde estão se formando atores, onde tem pretensos artistas, onde tem gente que gosta de teatro. É uma brincadeira em cima do ambiente teatral. Parece com o que as pessoas vivem em suas vidas, em seus trabalhos, em suas relações de amizades, profissionais e afetivas.

Tem também o machismo na peça, que eu acredito que não está muito diferente do machismo que acontece no Brasil. Dá pra esperar uma comédia com uma pitada de humor mais ácido, mais politicamente incorreto e uma pegada de chanchada.

 

Não deixe de conferir Seis atrizes em busca de uma personagem principal, sábado, à meia-noite, no Espaço Parlapatões.

 

 

Seis atrizes em busca de uma personagem principal
Espaço Parlapatões

Dia 26 de janeiro
Sábado à meia-noite

Ingressos: R$ 30,00 (inteira) e R$ 15,00 (meia)

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>