Aqui Ninguém é Patão, Não!

Não se pode dizer que Aqui Ninguém é Patão, Não! tenha sido exatamente um espetáculo teatral. Foram vários sob o mesmo título. São várias experimentações do período embrionário do grupo, ainda com raiz notadamente circense. Chegou a se chamar Tili Troupe Circo, em alusão ao palhaço Tililingo de Hugo Possolo.

A partir de números de circo tradicional, diversos roteiros e formações forma desenvolvidas na rua, diante do público. Mais que definir um espetáculo acabado, cada apresentação visava a descoberta de meios de melhor se comunicar com o espectador. Em especial, com o transeunte que é pego de surpresa, que necessita ser convencido a parar assistir. Sem contar que, no final, ainda era convocado a dar sua contribuição em dinheiro para dentro do chapéu dos palhaços.

Aliás, aquilo que poderia ter um sentido de exercício, para os recém-nascidos Parlapatões se tornou, em tempos de plano Collor, um meio de sobrevivência do grupo.

Os clássicos números cômicos de circo, as reprises de palhaço do circo tradicional, eram a base de apresentações que contavam ainda com malabarismo, pernas-de-pau e tentativas de números musicais. Por vezes, arriscavam poemas ou pequenas esquetes mais teatrais.

FICHA TÉCNICA

Espetáculo de rua com números de palhaços que gerou Bem Debaixo do Seu Nariz

Roteiro:
Hugo Possolo

Elenco:
Hugo Possolo, Alexandre Roit, Arthur Leopoldo, e Silva Jairo Mattos

Realização: Teatro Novo Produções Artísticas, quando o nome Parlapatões ainda não estava definido como nome do grupo, usava-se a empresa de Hugo Possolo para representações jurídicas do que mais tarde se consolidou como grupo.