Lista de prêmios ao longo da trajetória

1993 – Jornada SESC de Teatro, com Sardanapalo
1995 – Prêmio Estímulo da Secretaria de Estado da Cultura, com Zèrói
1997 – Ganhador do Grande Prêmio da Crítica APCA – Associação Paulista de Críticos de Arte, com Vamos Comer o Piolim
1997 – Indicado ao Prêmio Shell, na categoria especial com Vamos Comer o Piolim
1997 – Indicado ao Prêmio Mambembe com Vamos Comer o Piolim
1997 – Ganhador do Prêmio Estímulo Flávio Rangel de 97 com Não Escrevi Isto
1998 – Ganhador do Prêmio Apetesp na categoria melhor direção com ppp@WllmShkspr.br
1998 – Indicado ao Prêmio Apetesp na categoria ator protagonista e espetáculo com ppp@WllShkspr.br
1998 – Ganhador do Prêmio Shell, na categoria de Melhor Cenografia com Não Escrevi Isto
1998 – Indicado ao Prêmio Coca-Cola de Teatro Jovem, na Categoria Melhor Cenografia e na Categoria Especial, pela pesquisa e obra do grupo com De Cá Pra Lá, De Lá Pra Cá
1999 – Indicado ao Prêmio Sharp como melhor gravação voltada para crianças com CD Circo
2004 – Indicado ao Prêmio Shell, na categoria figurino com As Nuvens e/ou Um Deu$ Chamado Dinheiro
2005 – Indicado ao Prêmio Shell na categoria melhor ator com Prego na Testa
2010 – Indicado ao Prêmio FEMSA de Teatro Infantil e Jovem nas categorias Direção, Trilha Sonora, Melhor Ator, Melhor Produção e Melhor Espetáculo Infantil

Atuais

Da parceria entre Parlapatões, Chaim Eventos e J.Leiva Cultura e Esporte, nasceu a primeira edição da Festa do Teatro, em 2009. É um evento que durante um período – de uma semana a dez dias – são distribuídos para a população ingressos gratuitos das peças em cartaz na cidade. Desde o início foram realizadas três edições em São Paulo e uma no Rio de Janeiro.

Foram distribuídos gratuitamente, nestas edições, cerca de 120 mil ingressos de produções teatrais.
O objetivo do evento é promover e democratizar o acesso à rica diversidade da produção cênica contemporânea, abrangendo tanto montagens infantis quanto adultas; realizadas por grupos teatrais autônomos ou grandes produções, permitindo que o público tenha conhecimento da diversidade de peças oferecida atualmente e auxiliando na formação de plateia para o teatro.

Para saber mais sobre a festa visite: www.festadoteatro.com.br

 A Mostra de Solos, realizada desde 2007, foi criada pelos Parlapatões visando destacar o trabalho do ator. Colocando em discussão o desafio do intérprete solitário diante do público, suas opções temáticas e sua participação na construção do sentido da obra teatral. A mostra consegue reunir um recorte significativo do gênero, gerando um intercâmbio artístico e oferecendo ao público um retrato da produção teatral contemporânea como um elogio à arte do ator.

Veja os espetáculos que participaram:

I Mostra de Solos  – 2007

A Descoberta das Américas
Texto original: Dario Fo
Tradução e adaptação: Alessandra Vannucci e Julio Adrião
Direção: Alessandra Vannucci
Interpretação: Julio Adrião

Primeiro Amor
Texto: Samuel Beckett
Direção: Georgette Fadel
Interpretação: Marat Descartes


O Porco

Tradução de El Cerdo, de Antonio Andres Lapeña – versão espanhola do original francês Strategie pour deux jambons, de Raymond Cousse
Tradução (do espanhol): Eliana Teruel
Direção: Antonio Januzelli
Interpretação: Henrique Schafer

Kerouac – 0 Acerto de Contas do Velho Beat
Texto: Maurício Arruda Mendonça
Direção : Fauzi Arap
Interpretação: Mário Bortolotto

Mukhtaran – Ensaios Sob a Guerra
Concepção e dramaturgia: Eugênia Thereza de Andrade e Maíra de Andrade
Direção: Eugênia Thereza de Andrade
Interpretação: Maíra de Andrade

Horácio
Autor: Heiner Muller
Tradução: Ingrid Dourmien Koudela
Direção, Adaptação e Interpretação: Celso Frateschi

Prego na Testa
Texto: Eric Bogosian
Direção: Aimar Labaki
Interpretação: Hugo Possolo

A Entrevista
Texto: Samir Yazbek
Direção: Marcelo Lazzaratto
Interpretação: Lígia Cortez

II Mostra de Solos – 2008

Bevabbé
Texto: Dodi Conti e Paola Mammini
Direção: Maria Cassi
Interpretação: Dodi Conti


La Putanesca

Texto, interpretação e concepção: Ângela Dip
Supervisão: Patrícia Gasppar

A Poltrona Escura
Texto: Luigi Pirandello
Direção: Roberto Bacci
Interpretação: Cacá Carvalho

Negrinha
Criação: Luiz Fernando Marques, Renato Bolelli Rebouças e Sara Antunes
Dramaturgia: Sara Antunes
Direção: Luiz Fernando Marques
Interpretação: Sara Antunes

A Alegria do Palhaço
Texto:
Antonio Rocco
Direção: Antonio Rocco
Interpretação: Roney Facchini

O Bricabraque
Texto e Direção: Hugo Possolo
Interpretação: Raul Barretto
De Paris Um Caballero
Roteiro e direção:
José Antonio Alonso e Irene Borges
Interpretação: José Antonio Alonso

III Mostra de Solos – 2010

Calendário da Pedra
Texto, direção, dramaturgia, coreografia e interpretação: Denise Stoklos

Natureza Morta
Texto: Mário Viana
Direção: Eric Lenate
Interpretação: Anna Cecília Junqueira

Determinadas Pessoas-Weigel
Texto e concepção geral: Esther Góes e Ariel Borghi
Direção: Ariel Borghi
Interpretação: Esther Góes

Ceci Beijou Perí, E Aí José?
Texto: Reinaldo Maia
Direção: Reinaldo Maia
Interpretação: Fernando Nitsch

Doido
Texto, roteiro, interpretação e direção: Elias Andreato

Mediano
Texto: Otávio Martins
Direção: Naum Alves de Souza
Interpretação: Marco Antônio Pâmio

Para a primeira edição, realizada em 2007, os Parlapatões provocaram 50 dramaturgos a escreverem textos teatrais de um minuto de duração. Os cinqüenta textos foram apresentados reunidos em um único espetáculo com os parlapatões Raul Barretto, Hugo Possolo, Henrique Stroeter e Claudinei Brandão e contaram com a participação de atores e atrizes convidados: Ângela Figueiredo, Bebel Ribeiro, Jacqueline Obrigon, Luna Martinelli, Paula Cohen e Sérgio Mastropasqua. Sob a supervisão geral de Hugo Possolo, diversos diretores montaram, em média, oito peças cada um: Gustavo Machado, Marcelo Rubens Paiva, Marcos Loureiro e Roney Facchini, além dos parlapatões Claudinei Brandão e Henrique Stroeter.

Diferente da primeira edição, em 2010 os textos foram selecionados através de um concurso. Recebemos mais de 140 peças, de mais de 90 autores de todo o Brasil.

Os textos participantes deveriam ser escritos a partir de um dos três temas:

– Um MINUTO antes do fim,

– Um MINUTO entre um beijo e outro,
– Um MINUTO que aparentemente não deu em nada

As peças foram dirigidas por André Garolli, Claudinei Brandão, Kleber Montanheiro, Marcos Loureiro, Pedro Granato e Roney Facchini. No elenco, contamos com a participação de Alexandre Bamba, Angela Figueiredo, Fabek Capreri, Fernanda Cunha, Hélio Pottes, Hugo Possolo, Jackeline Obrigon, Maira Chasseroux, Paula Cohen, Raul Barretto e Ronaldo Cahin.

Abaixo, a lista dos autores participantes das duas edições:

I Festival de Peças de UM MINUTO  – 2007

– Aimar Labaki – O Brasileiro
– Alberto Guzik – Cena Cotidiana
– Ana Roxo – Estranhamento
– Antônio Rocco – Na Faixa
– Avelino Alves – IML
– Beatriz Gonçalves – Beckettiana # 1
– Calixto de Inhamuns – Um Recorde Inesperado
– Celso Frateschi – Final Feliz
– Chico de Assis – Jazz-Minuto
– Cláudia Vasconcelos – Merda
– Consuelo de Castro – Cinco Alternativas de Menos de Um Minuto
– Dib Carneiro Neto – Duas Vidas
– Erné Vaz – Antes de…
– Fábio Torres – Dinâmica Imprevista
– Fernando Bonassi – Essa Coisa de Dinheiro
– Flávio de Souza – Modelo 52
– Franz Keppler – O Atestado
– Gero Camilo e Paula Cohen – Pau Brasil
– Gustavo Fioratti – Cem Anos em Um Minuto
– Gustavo Machado – Exercício Exército
– Hugo Possolo – Sobre a Vida e a Arte
– Isser Korik – Os Mistérios do Tempo
– Ivan Cabral – Discursos das Secreções Amorosas
– Izaías Almada – Não Agüento Mais Nelson Rodrigues
– Jandira Martini – Divina e Auto-Suficiente Sarah
– João Fábio Cabral – Sonhando com Aranha
– José Antonio de Souza – Soneto
– Leilah Assunção – A Comemoração
– Luis Alberto de Abreu – Pão de Minuto
– Luiz Henrique Romagnoli – Minutinho
– Marcelo Lazzaratto – Nada Mais que Isso
– Marcelo Rubens Paiva – Gênesis
– Marcos Caruso – Por Alguns Segundos (Talvez 60) me Passou Pela Cabeça Que…
– Marici Salomão – Édipo Rei em Um Minuto
– Mário Bortolotto – Peça de Um Minuto
– Mário Viana – As Últimas Palavras
– Noemi Marinho – Separação de Bens
– Oswaldo Mendes – Um Minuto.Com
– Paulo Goulart – Pingo D’Água
– Paulo Rogério Lopes – Apostar a Mãe
– Reinaldo Maia – Todo Mal Contém o Bem ou Vice-Versa
– Ricardo Moreno – Umbigo
– Rodolfo Garcia Vasquez – Auto-Estima
– Roney Facchini – Intervalo
– Rubens Rewald – Até que a Morte
– Sérgio Róveri – O Menino
– Sérgio Sálvia Coelho – Minuto Final
– Solange Dias – Nhenhenhen
– Toni Brandão – Lane Dá Um Minuto a Eva
– Vera de Sá – Existência


II Festival de Peças de UM MINUTO – 2010

– Anna Carolina Longano – A Entrevista
– Antonio Destro – Tosco Zoo
– Antonio Rocco – Euro-Túnel
– Bruno Accioly – Um Minuto Antes do Fim
– Bruno Amaro – Palavras
– Bruno Fraccia – Entre Dentes
– Carlos Antonholi – Norma
– Ça-va – Filme Antigo
– Djalma de Lima – Todos os Homens (e Mulheres) do Presidente
– Ed Anderson Mascarenhas – Suicida? Suicido
– Edu Brisa – Quem Dá Um, Dá Dois!
– Eduardo Souza – A Reposta Certa à Pergunta Certa
– Felipe Brandão Carvalho – Mona Lisa Ri da Minha Cara o Tempo Todo
– Fernanda Cunha – Clássica Cena do Sabonete que Cai no Chão Durante o Banho
– Fernando Américo – Dia Perfeito para Pés Descalços
– Gustavo G. Gonçalves – Queda Marcada
– Helio Pottes – O Metrô: Muito Tranqüilo!
– Jorge Antunes – Frente e Verso de Uma Mulher – Poema Entre Um Beijo e Outro
– José Cetra – Daqui a Pouco
– Jota Souza – O Dia da Graça
– Jucca Rodrigues – Vende-se?
– Juliana Rosenthal K – Um Minuto Para a Luz
– Laís Tapajós – Telefonema
– Liana Ferraz – Termo de Compromisso
– Luciana Tiemi de Faria – Chocolate Quente com Amêndoas
– Marcelo Rubens Paiva – O Morto Sumiu
– Marcelo Saravá – O Fim do Mundo Não Está Nem no Começo
– Mauto Hirdes – Suerte de Matar
– Miriam Palma – Soraya
– Mirtes de Figueroa Sobreira – Antes do Beijo
– Patrícia Negrão – Vingança
– Reinaldo Maia – Todo Mal Contém o Bem ou Vice-Versa
– Ronaldo Ventura – Um Minuto Antes do Fim
– Tâmata Vasconcelos – Tabaco
– Valdir Medori – Temperos Perigosos
– Waldemir Marques – Lolita On The Rocks

 

Mostra de repertório realizada regularmente pelos Parlapatões. A cada edição, o público tem a oportunidade de assistir a vários espetáculos ainda vivos no repertório do grupo, podendo compará-los e perceber o trabalho de pesquisa da companhia a partir de uma perspectiva histórica.

I Sortidos e Variados – 2008

De 08/02 a 09/03
Quintas: Festival de Peças de UM MINUTO
Sextas: Proibido para Menores e Nada de Novo
Sábados: O Bricabraque; Um Choppes, Dois Pastel e Uma Porção de Bobegens; Prego na Testa; Proibido para Menores
Domingos: Parlapatões Clássicos do Circo; U Fabuliô

II Sortidos e Variados – 2010

30/07 – Lançamento da Revista Ano Dois/Três
30/07 a 01/08 – As Nuvens e/ou um Deu$ Chamado Dinheiro
06/08 a 08/08 – Um Chopes, Dois Pastel e Uma Porção de Bobagem
13/08 a 15/08 – Vaca de Nariz Sutil
20/08 a 22/08 – Prego na Testa
27/08 a 29/08 – O Papa e a Bruxa
03/09 a 05/09 – U Fabuliô
01/08 a 05/09 – Parlapatões Clássicos do Circo
06/08 a 21/08 – Mais do Mesmo Mais Ainda Melhor
27/08 a 04/09 – II Festival de Peças de UM MINUTO
10/09 – El Pato Flotador
11/09 – Utopía

Quando os Parlapatões idealizaram seu espaço, sempre o imaginaram como um local que promovesse todas as formas de arte, não se restringindo apenas ao teatro.  No diálogo com a literatura, o grupo realiza periodicamente o Concurso de Poesia Falada.

I Concurso de Poesia Falada – 2007

Comissão julgadora: Marcelo Rubens Paiva, Marcelo Mirizola e Anselmo Luiz Santos
Primeiro lugar: Espantalo Desacarado – Marcelo Montenegro
Segundo lugar: Poema Romântico Abstrato e Concreto Sobre a Crise de 2005 – Ruy Mendes
Terceiro lugar : Estátua Fria – Priscila Carrara
Melhor intérprete: Carlos Galdino – Eu Queria Ser Véi Diló (ou, eu quero trocar de nome)

II Concurso de Poesia Falada – 2008

Comissão julgadora: Mário Bortolotto, Marcelo Mirisola e Anselmo Luis dos Santos
Primeiro lugar: Trabuzana – Evandro Ferreira
Segundo lugar: Retrato na Cabeceira – Antonio Rocco
Terceiro lugar: DÁugusta – Rui Cordeiro Xavier Oliveira
Melhor intérprete: empate entre Rui Cordeiro Xavier Oliveira e Antonio Rocco

III Concurso de Poesia Falada  – 2008

Realizado dentro da programação das Satyrianas.

IV Concurso de Poesia Falada  – 2009

Comissão julgadora: Marcelino Freire, Anselmo dos Santos e Mário Bortolotto
Primeiro lugar: Hotel Trombose – Clot
Segundo lugar: Dandara Sarará – Dugueto Schabazz
Terceiro lugar: Histeria – Paula Cohen
Melhor intérprete: empate entre Ça-Va – Duda e Gustavo Machado – Hoje
Júri popular: Diálogo com o Diabo – Beati Di Giorgio

V Concurso de Poesia Falada – 2010

Comissão julgadora:  Mário Viana, Anselmo Luis dos Santos e Marcelo Mirisola
Primeiro lugar: Velho Intérprete – Eldimir Faustino da Silva Jr.
Segundo lugar: Cesariana, Meu Bem – Leandro Rafael Perez
Terceiro lugar: empate entre El Mundo Mágico y Misterioso – Infante Pimenta e Amuletos de Memória –Andre Goes
Melhor intérprete: Maitan – Bem-te-vi
Júri Popular: Mula Sem Cabeça – Julio Bittar

 

Assim como outros projetos realizados pelo Espaço Parlapatões, o Bonecos no Palcotem como proposta aproximar o público frequentador da Praça Roosevelt a mais uma linguagem artística, no caso, o teatro de animação. Realizado desde 2008, o projeto traz um panorama do que há de melhor no teatro de bonecos da cidade de São Paulo.

I Bonecos no Palco – 2008

– Pia Fraus
– Morpheus Teatro
– Sobrevento
– Truks

II Bonecos no Palco – 2009

– Pia Fraus
– Bonecos Urbanos
– Mamulengo da Folia
– Cia. Circo de Bonecos
– Morpheus
– Sobrevento
– Caixa de Imagens
– Tetro por Um Triz

 

O evento reúne artistas que trabalham a arte da palhaçaria, criando uma troca de experiências e conhecimentos. Palhaços da velha e da nova geração se encontram neste festival realizado desde 2007, que a cada ano ganha um novo tema.

I Palhaçada Geral – 2007

Homenagem à família de Piolin e aos palhaços Pururuca (Brasil João Carlos Queirolo), Picolino (Roger Avanzi) e Picoly (Benedito Sbano).
– Banda Paralela
– Cia. La Mínima
– Teatro de Anônimo
– Cia. Monocirco
– Jogando no Quintal
– Cia. Megamini
– Pepin, Florzita e o palhaço Vai-Vai
– Cia. Vagalum Tum Tum
– Ana Luísa Cardoso
– Carlos Baldin, André Cecatto e Gilmar Guido
– Doutores da Alegria
– Farândola Troupe
– Palhaços Zuzu, romizeta e gachola
– Cia. Abacirco
– Cia Namakaca
– Márcio Libar
– Sarau do Charles

II Palhaçada Geral – 2008

Homenagem ao palhaço Biriba
– Jogando no Quintal
– La Mínima
– Cláudio Carneiro
– Márcio Libar
– João artigos
– Mário Bolognesi
– Barracão Teatro
– Cia. Vagalum Tum Tum
– Márcio Ballas
– Verônica Tamaoki
– Olaria Grandes Bosta
– Cia. Dasduas
– Circo Roda Brasil
– Circo Zé Brasil
– Companhia Brasileira de Teatro
– Circo Fractais
– Circo Amarillo
– Circo Vox
– Cia. Farandula Troupe
– Cia. Do Quintal

III Palhaçada Geral – 2009

Homenagem ao circo teatro
– Circo de Teatro Tubinho
– Grupo Capa
– Cooperativa Paulista de Circo
– Grupo Os Fofos Encenam
– Grupo Olaria Grandes Bosta
– Verônica Tamaoki
– Circo Guaraciaba
– São Paulo Fashion Clown. Espetáculo realizado em conjunto com Parlapatões, Doutores da Alegria, Jogando no Quintal, La Mínima, Na Makaca, Olaria Grandes Bosta e Circo Zé Brasil.

Promover a troca de informações e experiências, entre grupos teatrais do país, foi o tema de Cabeça Tronco e Membros – Diálogos Cênicos Nacionais, realizado em 2007. Através de palestras, debates, seminários e apresentação de trabalhos, os artistas e pensadores reunidos puderam confrontar as diferentes formas de criação e desenvolvimento de cada companhia.

O evento reuniu grupos teatrais de diferentes regiões do país: Stravaganza (SC); Espanca! (MG); ACT (PR); Clowns de Shakespeare (RN); Dezequilibrados (RJ); Barracão Teatro (SP); Teatro de Anônimo (RJ) e Oficina de Criação Teatral (MS). Além dos paulistanos Ágora; Parlapatões; Satyros; Folias; Fraternal; Cemitério de Automóveis; Cia. do Latão; Pia Fraus e União Olho Vivo.

Além dos grupos, acadêmicos, diretores e pensadores foram convidados para contribuir na discussão. Participaram: Marco Antônio Braz (SP); Sérgio Sálvia Coelho (SP); Marcelo Bones (MG); Alexandre Matte (SP); Andrea Freire (MS); Amir Haddad (RJ); Rosyane Trotta (RJ); Leovegildo Pereira Leal (MG); Reinaldo Maia (SP) e Sérgio de Carvalho (SP).

Na abertura, foi realizado uma homenagem a três importantes ícones do teatro brasileiro: Fernando Peixoto; José Renato e César Vieira.

O Festival abre as portas do Espaço Parlapatões para novos grupos cômicos apresentarem cenas e números, avaliados por um júri e pelo público. O Festival de Cenas Cômicas realizado desde 2007 tem revelado novos comediantes e atraído humoristas consagrados para celebrar o riso. A cada nova edição, artistas que trabalham o humor experimentam novas piadas e improvisos na busca da risada da platéia. O júri premia as três melhores cenas, e o público elege aquela que mais gostou.

I Festival de Cenas Cômicas – 2007

Comissão julgadora: Alexandre Mate, Ângela Dip, Alessandro Azevedo e Sérgio Roveri
Primeiro lugar: Pelo cano – Jogando no quintal
Segundo lugar: É Nois na Xita! – Na Makaca
Terceiro lugar: As Gêmeas – Cia. Dasduas
Júri popular: As Gêmeas – Cia. Dasduas

II Festival de Cenas Cômicas – 2008

Comissão julgadora: Ilana Kaplan, Jairo Mattos e Kil Abreu
Primeiro lugar: A Bagana – Verbers Dirigis
Segundo lugar: Discussão de Arte – Olaria Grandes Bosta
Terceiro lugar: Santa Ceia – Cia. Barbixas de Humor
Júri popular: A Bagana – Verber Dirigis

III Festival de Cenas Cômicas – 2009

Primeiro lugar: Alvimar Ampúguedi – Álvaro Lages
Segundo lugar: Tia Zefa é Alegria – Verbes Dirigis
Terceiro lugar: Sua Mãe Morreu – Os Metrancas Cia. Ltda.
Júri popular: Sua Mãe Morreu – Os Metrancas Cia. Ltda.

Entre 2007 e 2008, quando a onda stand up ainda estava no começo, o Espaço Parlapatões abriu espaço para estes artistas, convidando aqueles que despontavam para participar do Comediantes em Pé de Guerra! A cada semana, um comediante diferente subia ao palco para declarar guerra a uma pessoa, situação ou um fato. Por ocorrer todas as semanas, o evento ganhou um público cativo, que acompanhava a cada edição uma nova apresentação.

Participaram do Comediantes em Pé de Guerra: Marcelo Mansfield; Rafinha Bastos; Danilo Gentilli;  Fábio Rabin; Daniela Giusti; Ângela Dip; Guilherme Uzeda; Murilo Flores; Fafi Prado; Rogério Morgado; Carlos Farielo; Murilo Flores; Felipe Hamaki; Rogério Morgado; Gustavo Engracia; André Abujamra; Aramiz e Otávio Mendes.

 

Em 2001, Parlapatões e Pia Fraus propuseram ao Sesc Pompéia a realização de um evento que comemorasse o dia do circo. Esta foi a primeira edição de um evento que ganhou grandes proporções, como a edição de 2007, que reuniu 4 lonas e mais de 50 espetáculos em um mesmo local.

Esta edição foi uma realização da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo, com produção e curadoria do Circo Roda. Nesta edição, reuniu as lonas do Circo Roda, Circo Zanni, Circo Fiesta e Picadeiro Aéreo, que montaram suas tendas em um terreno de 20mil m² na zona norte de São Paulo. Além dos circos, os espetáculos, oficinas e debates ocorreram, além de outros espaços que receberam apresentações como o Palco Aberto, a Praça do Circo, e o Caminhão Trapézio.

O Circo Geral chegou a receber até 2,5 mil pessoas por hora, envolveu cerca de 30 grupos e 200 artistas, como: o palhaço argentino Luis Brusca; a norte-americana Hilary Chaplain; o chileno Oscar Zimmermann; os grupos paulistanos Acrobáticos Fratelli, Circo Zanni, Doutores da Alegria, Jogando no Quintal, Na Makaka, Circo de Ébano e os cariocas Dux, Intrépida Trupe, Teatro de Anônimo, além do espetáculo Stapafúrdyo do Circo Roda.