* Parlapatões, Patifes & Paspalhões @presentam a Obra Completa de William Shakespeare Compactada em Versão Brasileira Ltda.

(montagem 2012)

A obra completa de William Shakespeare em versão abreviada, (The Complet Works of William Shakespeare – Abridged) tem texto dos atores americanos Adam Long, Jess Borgeson e Daniel Singer, tradução de Barbara Heliodora e direção de Emílio Di Biasi.

PPP@WllmShkspr.Br é uma uma remontagem do grande sucesso que tornou os Parlapatões conhecidos em todo o Brasil.

Esta retomada pretende seguir toda a construção criada por Di Biasi, com nova roupagem de cenário e figurinos. Hugo Possolo e Raul Barretto, atores da montagem original, trazem o parlapatão Alexandre Bamba para compor o trio que perpassa alucinadamente por todas as peças de William Shakespeare em 90 minutos.

Em sua primeira montagem, em 1998, a peça foi apresentada cerca de 500 vezes e participou dos principais festivais de teatro brasileiros. Ainda hoje, mais de dez anos depois da primeira montagem, surgem solicitações para que o grupo apresente o espetáculo, que saiu do repertório do grupo em 2001. Durante as comemorações dos 20 Anos do Grupo, a ideia da retomada da peça em seu repertório ganhou força total. Os Parlapatões abrem 2012 com uma das montagens mais divertidas e alucinadas de sua carreira.

Na encenação, mesmo com o predomínio da popularíssima peça Romeu e Julieta e com grande parte dedicada aquela que é considerada a maior obra da dramaturgia ocidental, Hamlet, estão lá agrupadas de formas diversas e sob diferentes abordagens, todos os trabalhos para o palco escritos por William Shakespeare.

Assim, as peças históricas com sangrentos embates por reinos, coroas e poder são comparadas a uma disputada partida de futebol; os versos de Otelo surgem na forma de um rap; e as comédias são condensadas em uma única encenação absurda, que faz sátira ao teatro de animação.

Uma montagem festiva, cômica e alegre, que busca estar à altura de um teatro onde os Parlapatõescontagiam verdadeiramente o público com seu humor inteligente.

Por que os Parlapatões resolveram retomar essa peça?
Explicação 1 –
Para quem diz que não viu e ouviu falar muito, possa ver.
Explicação 2 – Para quem já viu, poder rever.
Explicação 3 – Para quem não tinha idade para ver, poder ver.
Explicação 4 – Porque a gente quis. A gente gosta de fazer a peça.
Explicação 5 – Se tem bandas que fazem CD e DVD Acústico com seus hits, porque o teatro não pode viver seus clássicos.
Agora, sério, pra valer: é uma celebração à carreira do diretor Emílio Di Biasi!

04-ficha-tecnica
Ficha Técnica

Texto: Adam Long
Tradução: Barbara Heliodora
Direção: Emílio Di Biasi
Elenco: Alexandre Bamba, Hugo Possolo e Raul Barretto

Cenografia: Hugo Possolo
Figurinos: Adriana Vaz Ramos
Assistência de figurinos: Adriana Chung e Luciana Terceiro
Produção de figurinos: Silvana Ivaldi
Adereços: Inês Sacay e Armando Júnior
Assistência de adereços: Maria Cristina Foca
Sonoplastia: Agentemesmo Produções Fonográficas
Iluminação: Reynaldo Tomaz
Assistência de direção: Camila Possolo
Preparação de esgrima: Ariela Goldman
Música Original: Paulo Soveral
Coreografia de Otelo: Angela Dip
Costureira: Cleide Niwa
Operação de som e luz: Reynaldo Tomaz
Contra-Regra: Rodrigo Bella Dona
Programação Visual: Werner SChulz
Fotos: Luiz Doroneto
Produção Executiva: Erika Horn
Assistência de Produção e Comunicação: Janayna Oliveira
Intermediação de Direitos Autorais: Rachel Ripani
Coordenação de Produção: Hugo Possolo e Raul Barretto
Realização: Parlapatões / Agentemesmo Produções Artísticas

Agradecemos…
… aos irmãos parlapatões: Claudinei Brandão, Henrique Stroeter, Fabek Capreri e Hélio Pottes.
… ao amigo e parceiro: Alex Gruli.
… aos eternos colaboradores: Marcel Miyata, Eric Momo, Celso Curi, Anna Mantovani, Leda Senise, 
Haroldo Barros, Berenice Sofiete, Orlando Brandão, Ricardo Aguiar, Flávio Marinho, Marcos Edon e aos grupos Sobrevento e Pia Fraus.
… a todos os envolvidos na primeira montagem, em especial: Alexandre Roit, Amália Paolo Tarallo, Luís Frúgoli, Luiz Alex Tasso e Cláudia Gianini.
… e também à mãe de todos!

“This play is presented in Brazil thru: The MARTON AGENCY, Inc., New York, USA; the F & F LITERARY AGENCY: Fernando MASLLORENS & Frederico GONZALEZ del PINO, Buenos Aires, Argentina ant the Graber & Furtado Agência Literária Ltda.: Cinthya GRABER & José Carlos FURTADO, Rio de Janeiro, Brazil.” “Esta peça é apresentada no Brasil por meio de: MARTON AGENCY, Inc., New York, USA; de F & F LITERARY AGENCY: Fernando MASLLORENS & Frederico GONZALEZ del PINO, Buenos Aires, Argentina e de Graber & Furtado Agência Literária Ltda.: Cinthya GRABER & José Carlos FURTADO, Rio de Janeiro, Brasil.” Título original: “THE COMPLETE WORKS OF WILLIAM SHAKESPEARE (ABRIDGED)”.

  IMPRENSA

 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

 

A equipe é composta por 6 pessoas, não inclusos os motoristas.

No Estado de São Paulo: Uma Van leva a equipe. Para transportar o cenário, uma Kombi fechada é o mais indicado.

Observação: A Van modelo SPRINTER tem capacidade para transportar ao mesmo tempo equipe e cenário, bastando para isso que sejam retirados os seus dois últimos bancos.

Para viagens a outros Estados e Exterior: a combinar.

 

Equipamentos Necessários – Rider Técnico

Lista de equipamentos e produção local para a realização do espetáculo:

SOM

  • 02 Aparelhos de CD.
  • Amplificação suficiente para as dimensões do teatro com 02 caixas de retorno e no mínimo 02 para o público.
  • 01 Mesa de Som.

LUZ

  • 40 Refletores de 1000 W P.C. (Pode ser Telen).
  • 40 Refletores de 1000 W Par 64 – Foco 5.
  • 12 Elipsoidais.
  • 06 Set Light.

PRODUÇÃO LOCAL

No sentido de agilizar o processo de montagem, solicitamos à produção local que providencie os seguintes itens com antecedência:

  • Uma mesa com as seguintes dimensões: 2,10m (comprimento) por 0,70m (largura) por 0,90m (altura).
  • Observação: a mesa deve ser coberta com um tecido branco ou vermelho que atinja o chão, escondendo seus pés.
  • 11 (onze) cadeiras e 3 (três) araras para figurino.
  • Observação: as cadeiras e as araras serão usadas para contra-regragem dos figurinos e adereços, nas coxias.
  • Uma vara de 7,40m de comprimento para fixação de telão do cenário, feita de sarrafo aparelhado de 7cmX2cm.
  • Corda suficiente para que esta vara fique suspensa a uma distância de 3m a partir do chão, sustentada por 3 (três) pontos de fixação.
  • 01 (uma) Máquina de fumaça F-100.